Top Pop

Aqui você encontra as listas mais divertidas do mundo da moda e do universo pop

10 filmes para assistir no Dia das Mães
Veja uma lista de dez filmes em homenagem às mães; aproveite que é o mês delas e assista
Fonte: adorocinema.com.br
Publicado em 04/05/2015

Corujas, corajosas, batalhadoras, engraçadas, despojadas. Existem vários tipos de mães no mundo, mas todas elas são admiráveis por um só motivo: fazem de tudo pelos filhos. No mês das mães, listamos aqui dez filmes que retratam estas heroínas, cada um sob um ponto de vista diferente. Confira:

 

A Troca (Changeling, 2009 – Diretor: Clint Eastwood, EUA - Gênero: drama, suspense)

Baseado em uma história real, este longa-metragem conta a emocionante história de Christine Collins (Angelina Jolie) para descobrir o paradeiro de seu filho desaparecido de 9 anos, Walter. Cinco meses depois, a polícia lhe traz uma criança, dizendo ser seu filho. Mas Christine sabe que não se trata de Walter, e pressiona as autoridades para que continuem a busca.

 

Lado a Lado (Stepmom, 1999 – Diretor: Chris Columbus, EUA - Gênero: comédia, drama)

Uma adolescente de doze anos (Jena Malone) não aceita que seu pai (Ed Harris) se relacione com uma bela e renomada fotógrafa (Julia Roberts) depois de se separar de sua mãe (Susan Sarandon), que faz o tipo “mãe perfeita”. A fotógrafa faz de tudo para agradar os enteados, a ponto de perder o emprego por isso, até que algo muda totalmente a relação entre eles.

 

Uma mãe em apuros (Motherhood, 2009 - Diretora: Katherine Dieckmann, EUA - Gênero: comédia)

Eliza Welsh (Uma Thurman) é uma escritora e blogueira que sempre está muito ocupada. Ela precisa preparar a festa de aniversário de sua filha de 6 anos, cuidar do filho mais novo que está começando a andar, se enturmar com as demais mães no playground e ainda resolver uma briga com sua melhor amiga, Sheila (Minnie Driver), após publicar no blog uma de suas confissões. Para completar, ela decide se inscrever em um concurso onde precisa escrever uma matéria de 500 palavras sobre o que a maternidade representa para ela.

 

Minha mãe é uma peça (2013 – Diretor: André Pellenz, Brasil - Gênero: comédia)

Dona Hermínia (Paulo Gustavo) é uma mulher de meia idade, divorciada do marido (Herson Capri), que a trocou por uma mais jovem (Ingrid Guimarães). Hiperativa, ela não larga o pé de seus filhos Marcelina e Juliano (Mariana Xavier e Rodrigo Pandolfo), sem se dar conta que eles já estão bem grandinhos. Um dia, após descobrir que eles consideram ela uma chata, resolve sair de casa sem avisar para ninguém, deixando todos, de alguma forma, preocupados com o que teria acontecido. Mal sabem eles que a mãe foi visitar a querida tia Zélia (Sueli Franco) para desabafar com ela suas tristezas do presente e recordar os bons tempos do passado.

 

Um sonho possível (The Blind Side, 2010 – Diretor: John Lee Hancock, EUA - Gênero: drama, biografia)

Michael Oher (Quinton Aaron) era um jovem negro, filho de uma mãe viciada e não tinha onde morar. Com boa vocação para os esportes, um dia ele foi avistado pela família de Leigh Anne Tuohy (Sandra Bullock), andando em direção ao estádio da escola para poder dormir longe da chuva. Ao ser convidado para passar uma noite na casa dos milionários, Michael não tinha ideia que aquele dia iria mudar para sempre a sua vida, tornando-se mais tarde um astro do futebol americano.

 

 

Mamma Mia! (2008 – Diretora: Phyllida Lloyd, Reino Unido, Alemanha, EUA – Gênero: Musical)

O filme se passa em 1999, na ilha grega de Kalokairi. Sophie (Amanda Seyfried) está prestes a se casar e, sem saber quem é seu pai, envia convites para Sam Carmichael (Pierce Brosnan), Harry Bright (Colin Firth) e Bill Anderson (Stellan Skarsgard). Eles vêm de diferentes partes do mundo, dispostos a reencontrar a mulher de suas vidas: Donna (Meryl Streep), mãe de Sophie. Ao chegarem, Donna é surpreendida, e tem de inventar desculpas para não revelar quem é o pai de Sophie.

 

Sexta-feira muito louca (Freaky Friday, 2004 – Diretor: Mark Waters, EUA – Gênero: Comédia)

Tess (Jamie Lee Curtis) e Anna (Lindsay Lohan) são mãe e filha que vivem brigando. Decididas a acabar com os conflitos, elas repentinamente trocam de corpos. Agora, cada uma precisa aprender a lidar com a vida da outra, com as confusões crescendo ainda mais pelo fato de Tess estar de casamento marcado.

 

 

Minha mãe é uma sereia (Mermaids, 1990 – Diretor: Richard Benjamin - Gênero: comédia dramática, comédia, drama)

Filme clássico das sessões da tarde, estrelado pela cantora Cher. Em plenos anos 60, Rachel Flax é uma espirituosa mãe solteira (Cher), que cuida cuida com carinho de suas duas filhas, Kate (Christina Ricci) e a adolescente Charlotte (Winona Ryder). Mas seu jeito descompromissado de ser cria confusões na cabeça da filha mais velha, que alimenta sonhos de se tornar uma freira.
 

Os Incríveis (The Incredibles, 2004 – Diretor: Brad Bird – Gênero: Animação)

Nesta família de super-heróis de Os Incríveis (2004), a Mulher Elástica (voz de Holly Hunter no original) é a mãe que se desdobra para cuidar da casa, dos filhos e do marido. Para isso, nada como ter braços e pernas que esticam em todas as direções! Como esta mãe corajosa tem certeza de que os homens não conseguem governar o mundo sozinhos, ela também ajuda o marido a enfrentar os vilões. Uma mãe heroína em todos os sentidos do termo!

 

 

Valente (Brave, 2012 – Diretor: Mark Andrews, Brenda Chapman – Gênero: Animação)

Esta animação da Disney é centrada na relação conflituosa de Merida, uma garota de cabelos rebeldes que se comporta "como um menino", com a mãe, a rainha Elinor, que tenta convencê-la a seguir a etiqueta e os costumes do reino. Merida faz um pacto com uma bruxa que transforma a mãe em um urso. Depois, tem de correr atrás de um modo de desfazer o feitiço. O filme já foi ganhador do Oscar de animação.

 

Confira outras publicações da Italia Milano