LookPedia

Amplie seu conhecimento sobre moda ficando de olho nesta seção

Menos é mais
Moda minimalista prega a simplicidade com elegância; democrática e funcional, é perfeita para o dia a dia
Fonte: juliapetit.com.br; mondomoda.org; ffw.com.br; kenzo.com
Publicado em 24/04/2015

O minimalismo se refere ao princípio de reduzir ao mínimo o emprego de elementos ou recursos. Nas Artes Plásticas, é associado à pintura abstrata, composta basicamente por formas geométricas simples e impessoais. Na música, é atribuído a melodias calcadas em elementos tradicionais, desprovidas de qualquer representatividade.

No mundo da moda, minimalismo é sinônimo de peças simples, “clean”, com o emprego mínimo de detalhes e que resultam em peças elegantes e atemporais. A simplicidade da moda minimalista faz destacar apenas a informação necessária. Mas mais que um movimento da moda, é um estilo de vida: os minimalistas acreditam que é possível viver mais com menos.

De acordo com a blogueira Júlia Petit, moda minimalista tem a ver com roupas de corte reto, que criam silhuetas sem cintura marcada. As peças geralmente usam cores neutras e lisas, e nada de enfeitar demais o look com acessórios. Mas isto não quer dizer que não se pode usar colares, anéis, pulseiras e brincos, nem que deve dispensar cores e estampas nas roupas. O objetivo aqui é apenas simplificar o dia a dia e não precisar perder muito tempo combinando peças em frente ao espelho.

Segundo o site Mondo Moda, o minimalismo começou com os estilistas japoneses na Paris dos anos 90 e foi uma reação ao exagero dos looks dos punks e góticos dos anos 70 e 80. Com isso, a alfaiataria masculina foi incorporada ao guarda-roupa feminino em uma moda contida e funcional. O estilista japonês Kenzo apostou em peças da cor preta, que além de ser adequada a qualquer ocasião, ainda afina a silhueta e não suja com facilidade.

Representantes do minimalismo na moda brasileira são os estilistas Tufi Duek e Glória Coelho. Em seus últimos desfiles no São Paulo Fashion Week, eles apresentaram peças em cores neutras, com cortes retos e democráticos, que poderiam vestir qualquer pessoa e não só as modelos nas passarelas. Veja as fotos:

Criações do estilista japonês Kenzo

Último desfile de Glória Coelho no São Paulo Fashion Week

Mesmo usando estampas, Tufi Duek tem o minimalismo como a máxima de suas coleções

 

 

Confira outras publicações da Italia Milano