LookPedia

Amplie seu conhecimento sobre moda ficando de olho nesta seção

Tenha um “armário-cápsula” em casa
Conceito criado nos anos 70 diz que qualquer pessoa consegue viver bem com um número de itens limitado no guarda-roupa; será?
Fonte: mulher.uol.com.br/moda
Autor: Mie Francine Chiba
Publicado em 09/10/2015

Você conhece o conceito de armário-cápsula? Trata-se de um conceito segundo o qual qualquer pessoa seria capaz de manter um armário com apenas um número limitado de itens que, combinados entre si, resultam em visuais práticos e versáteis. O assunto foi tema de uma reportagem do UOL, que ensinou como fazer um armário-cápsula.

O conceito vem bem a calhar em um momento que as pessoas começam a pensar mais em qualidade de vida, e menos em consumo desenfreado dentro do que chamamos de sustentabilidade. Quanto menos consumimos, menos recursos retiramos do meio ambiente.

Sem contar que esse tipo de atitude gera economia e diminui a necessidade de ter que tomar decisões logo pela manhã, antes de sair de casa para o trabalho. Quem nunca ficou horas em frente ao armário cheio de roupas, mas sem saber o que vestir? Além de economia de dinheiro, um armário-cápsula gera economia de tempo.  

De acordo com a matéria do UOL, o termo surgiu nos anos 1970 com a inglesa Susie Faux, dona de uma loja chamada de Wardrobe (guarda-roupa), que vendia coleções pequenas com peças intercambiáveis.

Veja algumas dicas do UOL para quem quer montar um armário-cápsula:

  • Faça uma triagem dentro do seu próprio guarda-roupa. Examine todas as peças que você tem e separe as que gosta muito, as que fazem você se sentir bem e que dão vontade de usar sempre.
  • "Determinar uma paleta de cores também facilita muito", aconselha a publicitária Gabi Barbosa, 25, de Belo Horizonte (MG), que relata sua experiência no blog "Teoria Criativa".
  • O que sobrar pode ser doado ou guardado em outro lugar, como caixas embaixo da cama, para ser aproveitado em um próximo armário-cápsula.
  • É importante também determinar um número de peças que irão compô-lo - geralmente algo entre 30 e 40, incluindo sapatos.
  • Nessa lista não entram roupas de festa, pijamas, roupas íntimas nem de ginástica. Alguns adeptos também excluem dessa conta acessórios, como colares, brincos e lenços.
  • As roupas podem ser trocadas a cada 3 meses - ou seja, a cada mudança de estação.
  • Não é preciso renovar completamente o guarda-roupa a cada ciclo, mas sim fazer adaptações ao clima, adicionando algumas peças e retirando outras.
  • Não é proibido fazer compras, mas elas devem ser planejadas e conscientes. Faça uma lista do que já tem e do que deseja adquirir. Determine um valor máximo que pode ou quer gastar, e se atenha a ele.
Confira outras publicações da Italia Milano