Fashion Masters

Se você quer saber dos looks e estilistas mais conceituados do momento, este é o lugar.

Transformação social através da moda
De família pobre e órfão desde os 11 anos de idade, o estilista Ronaldo Fraga enfrentou uma infância dura e hoje cria moda de cunho cultural e social
Fonte: estilo.uol.com.br; ronaldofraga.com/blog; revistatpm.uol.com.br; revistatrip.uol.com.br
Publicado em 27/05/2015

“Ronaldo Fraga, nascido em Belo Horizonte quarenta e uns anos atrás, tornou-se estilista no susto. Nunca desejou sua carreira, não teve mãe costureira ou irmãs provando vestidos em casa e nunca brincou de boneca. Começou pelo simples fato de saber desenhar. Trezentos anos depois, continua ilustrando personagens para suas estórias: o que muitos chamam de moda.”

É esta a história peculiar de um dos estilistas mais brasileiros que existem, o mineiro Ronaldo Fraga. O trecho acima é de um texto de apresentação do estilista em um blog que ele mantinha até meados de 2013.

Ronaldo Fraga é aquele estilista que mostra “o Brasil para os brasileiros”, como diz um artigo de uma revista. E faz isso contando histórias através de suas modelos na passarela.

Seus desfiles sempre causam choque em um primeiro momento. Depois trazem lembranças e a reflexão. A cada nova coleção, uma história diferente: a última foi sobre a lenda das sereias, mas não só sobre isso. Por trás de cada roupa, também estavam artesãs da Paraíba, que produzem acessórios a partir de escamas de peixe. Foram elas as responsáveis pela produção dos colares para o desfile. A preocupação com a poluição do mar também incentivou o estilista a criar um tecido com fio biodegradável.

As criações de Fraga são sempre assim: geram uma reflexão sobre a cultura e a sociedade brasileiras e da necessidade de valorizá-las, tudo isso através de peças inusitadas, que são assim justamente para despertar o olhar dos brasileiros.

Por meio de seus desfiles, já abordou temas como o rio São Francisco, a estilista brasileira Zuzu Angel, o poeta Carlos Drummond de Andrade, o cantor Tom Zé. Levou idosas às passarelas, desfilou roupas bordadas por presidiários e outras baseadas no artesanato do Vale do Jequitinhonha. O trabalho de Fraga tem um cunho social muito forte por influência de sua infância difícil.

Infância difícil

Sempre com óculos grandes de grau e bigode enrolado nas pontas “a la” Salvador Dalí, Ronaldo Fraga não deixa transparecer na sua aparência a dura história de sua infância. Nascido em Belo Horizonte em 1967, perdeu pai e mão muito cedo, ambos vitimados pelo câncer. A mãe partiu quando ele tinha sete, e o pai quatro anos depois. Sozinho em casa com outros quatro irmãos (Ronaldo era um dos mais novos), foi criado com a ajuda de parentes e vizinhos, que passavam para levar comida ou uma compra, mas nunca levaram nenhum deles para criar.

Para reverter esta situação difícil, Fraga apostou na sua própria educação. Desde criança, ele gostava de desenhar, e por isso inscreveu-se em todos os cursos gratuitos de desenho que encontrou, inclusive em um oferecido pelo Senac, de figurinista. Depois disso, passou a trabalhar como desenhista em uma loja de tecidos. No começo, não sabia nada de moda, mas se esforçou para aprender, olhando vitrines e fazendo suas anotações.

Com o tempo, foi estudar no exterior e se destacou ganhando em concursos de moda no Brasil. Hoje, toca projetos em Minas Gerais, dirige uma confecção, uma loja própria em São Paulo (SP) e é representante do Colegiado de Moda no Ministério da Cultura, posto mais que merecido por tudo o que já fez pela moda brasileira.

“A moda pode ser um vetor de transformação social”, disse o estilista, em uma entrevista para a Revista TPM. Em 2011, Fraga recebeu um prêmio da Revista Trip pela sua moda transformadora. 

Look de sua última coleção, com colares produzidos por artesãs da Paraíba

Em 2009, Fraga levou idosos à passarela

Em uma de suas viagens pelo Brasil para resgatar artesanatos quase extintos, o estilista pediu que as crianças preenchessem seus próprios contornos no papel 

Os pais, Luzia e José, morreram cedo deixando o estilista órfão desde os 11 anos de idade

Fraga em diferentes momentos de sua vida

Fotos: revistatpm.uol.com.br

Confira outras publicações da Italia Milano