Fashion Masters

Se você quer saber dos looks e estilistas mais conceituados do momento, este é o lugar.

Um ícone da moda internacional: Karl Lagerfeld
O estilista alemão de 81 anos é conhecido pelas suas aparições marcantes – de cabelos brancos presos, está sempre de óculos escuros, terno preto e luvas sem dedos
Fonte: dw.de; karl.com; vogue.xl.pt; destak.pt
Publicado em 22/04/2015

O senhor de cabelos brancos compridos amarrados em um rabo de cavalo, luvas sem dedos, terno preto e óculos escuros já se tornou um ícone da cultura pop. O estilista Karl Lagerfeld é venerado onde quer que esteja. Não é à toa. O senhor de 81 anos já atuou como diretor criativo de diversas grifes de nome, como Chloe, Fendi e Chanel. Mas, mais do que apenas um diretor criativo, Lagerfeld se mostrou em todos os seus anos de carreira também como fotógrafo, publicitário e até diretor de cinema.

Diz-se que ele consegue produzir até 200 esboços em 12 horas. Amante do papel e dos lápis, mesmo em pleno anos 2010, ele não deixa de desenhar suas criações à mão sobre uma escrivaninha. Foi justamente este talento que o elevou a um dos mais respeitados estilistas do mundo.

Karl Otto Lagerfelt nasceu em 1933 na Alemanha e mudou-se para a França em 1952. Três anos depois, ele venceu uma competição de design com um casaco de lã desenhado para a casa de moda francesa Balmain, de quem se tornou assistente de moda.

Sua entrada na Chloe aconteceu em 1965. Ao mesmo tempo, ele colaborava na Fendi e, em 1982, ele finalmente se tornou a cabeça criativa da Chanel. A responsabilidade de dar continuidade ao legado de Coco Chanel foi levada com facilidade pelo estilista alemão. Da mesma forma que Coco revolucionou o mundo com suas peças clássicas com referências masculinas, Lagerfeld resolveu agitar a casa de moda criando coleções ousadas cheias de peles e correntes. Gerou críticas, claro, inclusive do colega Yves Saint Laurent, que descreveu as criações do estilista alemão como “assustadora e sadomasoquista”. Lagerfeld, que também é conhecido por suas frases de efeito, respondeu: “às vezes o mau gosto é mais criativo que o bom gosto”. 

Em 1984, Lagerfeld criou sua própria marca. Hoje, seu nome se estende às marcas Karl Lagerfeld Paris, de moda feminina, Lagerfeld, de moda masculina, e Karl, de moda destinada ao mundo on-line. Lagerfeld tabém colabora com diversas marcas, inclusive a brasileira Melissa, com diversos modelos de sandálias e sapatos e botas de plástico.

A gatinha Choupette

Lagerfeld compartilha os holofotes com sua gatinha siamesa Choupette que, estima-se, faturou três milhões em trabalhos publicitários no ano passado. Choupette teria sido o animal de estimação de um amigo estilista, que pediu a Lagerfeld que cuidasse da bichana enquanto viajava. A conexão entre o senhor de 81 anos e a gatinha branca – combinando com os alvos cabelos do estilista - teria sido tão forte que não se separaram mais. Hoje, Choupette recebe os cuidados 24 horas de duas amas à sua disposição, tem conta no Instragram, só voa de primeira classe e tem até uma linha de produtos de beleza.

E volta e meia o estilista alemão é retratado junto com a gatinha, como nos desenhos da ilustradora Tiffany Cooper. A ilustrações de Tiffany se transformaram em uma coleção-cápsula de roupas, bolsas e sapatos, como você pode ver na em uma das fotos a seguir.

Casaco que venceu o concurso para a Balmain

Esboços de desenhos de Lagerfeld

Casacos que desenhou para a Chanel

Sapatos e bolsas para a Chanel

O famoso terninho de Coco Chanel foi revivido pelas mãos de Lagerfeld

Desenhos da ilustradora Tiffany Cooper de Lagerfeld com a gatinha Choupette foram estampados em roupas, sapatos, bolsas e acessórios

Criação de Lagerfeld para a empresa de sapatos de plástico brasileira Melissa

Confira outras publicações da Italia Milano