Blog

Aqui nós compartilhamos nossas ideias :)
12/12/2014

A origem da mochila

Saiba como surgiu este prático acessório que hoje nos salva de muitas situações do dia a dia

Prática e versátil, a mochila já faz parte do nosso dia a dia. Muito mais espaçosas que as bolsas comuns, elas são úteis para levar o material da escola, os equipamentos de alpinismo, ou o notebook ao trabalho, por exemplo. Por estas e outras, quem teve a ideia brilhante de criar a mochila mereceria um prêmio. Mas como sempre, existe muita especulação sobre quem teria sido o autor de tal proeza.

Uma das principais teorias é a de que, na época que os homens ainda caçavam, usavam mochilas feitas de couro dos animais capturados para carregar a caça e os equipamentos.

Com o tempo, as mochilas passaram a ser utilizadas para outros objetivos, como carregar estoques militares dos exércitos nos EUA e na Alemanha. Também se tornaram mais leves, compactas e fabricadas com materiais que atendessem a estes requisitos, como o nylon. Dizem que, antes disso, elas já foram feitas com estruturas de madeira ou alumínio.

Da madeira ao nylon

O conceito de mochila teria chegado aos EUA com uma revista chamada Outing Magazine, que ensinava a dobrar uma coberta de forma que virasse um pacote para carregar nas costas.

O inventor responsável por dar origem à mochila como conhecemos hoje era um apaixonado alpinista chamado Dick Kelty. Em 1952, com a ajuda de sua esposa, Kelty tornou a fabricação de mochilas um negócio, e adicionou a este acessório alças almofadadas e bolsos com zíper.

Nos anos 70, as famosas mochilas ficaram populares entre os alpinistas. E com o passar dos anos, outras pessoas teriam aderido à ideia de Kelty para criar versões diferentes do acessório.

Origem da palavra

Mas a palavra mochila não tem origem norte-americana. Lá nas terras de Tio Sam, a mochila é chamada de backpack. O termo em português teria surgido com os romanos, que distinguiam seus criados pelo corte de cabelo. Estes empregados usavam cabelos bem rente à cabeça, por isso eram chamados de “mutilus”, ou “mutilados” - como se cortar cabelo fosse sinônimo de mutilação. Com isso, “mutilus” acabou virando uma forma de se referir aos criados.

Na língua basca, mutilus se tornou “motxil”, que designava um saco que os criados levavam nas costas para carregar os objetos de seus patrões. E como as transformações da língua fazem milagres, o acessório que carregamos hoje nas costas acabou batizada como “mochila”.  

Há 20 anos no mercado produzindo
produtos promocional, magazines,
Private Label e marcas próprias.

Contato

Av. Souza Naves, 193. Apucarana/PR 
CEP: 86800-570

  • 43 3420.1000

  • comercial@italiamilano.com.br